Luiz Eduardo Costa
Luiz Eduardo Costa, é jornalista, escritor, ambientalista, membro da Academia Sergipana de Letras e da Academia Maçônica de Letras e Ciências. Além desse blog, é colunista do Portal F5 News.
TEXTOS ANTIVIRAIS (80)
19/11/2021
TEXTOS ANTIVIRAIS (80)

ROGÉRIO NADOU NADOU PARA MORRER NA PRAIA?

 

Lula a Rogério, uma sugestão ou ordem: sua candidatura me prejudica.

 

Rogério, como muitos observam, é um político que não se prende muito às regras convencionais. Ele é impetuoso e  capaz de saltar barreiras (não estamos aqui abordando questões éticas) desde que chegue aos seus objetivos políticos. Depois de atrelar por muito tempo o PT ao projeto de Edvaldo Nogueira, que foi eleito prefeito tendo Eliane Aquino como vice, rompeu, tornou-se oposição, e jogou suas fichas na eleição de Márcio Macedo à Prefeitura de Aracaju, que teve poucos votos, e Edvaldo reelegeu-se, com a habilidosa e articulada delegada Katarina como vice, porque, então, Eliane já era vice- governadora.

Mais uma vez Rogério tornou-se oposição, muito crítico aliás, ao governo do qual nem ainda desembarca por completo, tal a dificuldade de esvaziar o espaço que ocupava. E assim, avançou no seu estilo impetuoso, tornando–se, ao que tudo indica precocemente, candidato ao governo do estado. 

Vale lembrar uma conversa que Rogério manteve com o nome cobiçado por todos os partidos, o do ex-prefeito   Valmir de Francisquinho, liderança forte em Itabaiana, e nos entornos do pulsante município.

Rogério, tentando elevar o convite ao mais elevado nível de convencimento, teria dito: “Valmir, eu sou um trator,  até agora não  encontrei um obstáculo que não pudesse derrubar, você, na sua Itabaiana, é um outro trator parecido comigo. Se nós juntarmos as potências das nossas duas “máquinas,” iremos “tratorar” Sergipe de cabo a rabo.”

Valmir ouviu, mas, não chegou a convencer-se da viabilidade de uma chapa ao governo formada por Rogério, onde ele figuraria como vice.

Nesse ínterim, marcado por dúvidas ou indecisões, recebeu um surpreendente telefonema do presidente Bolsonaro, dizendo-lhe de chofre, que desejava vê-lo candidato ao Senado Federal, pelo PL, o partido no qual anunciou que iria filiar-se.

No meio disso tudo ocorreram outras conversas, aquela água que sempre passa por baixo da ponte enquanto não se consolidam desejos, projetos e expectativas.

Há um tempo relativamente longo a percorrer,  enquanto avançam  e recuam démarches, fatos novos aparecem, surpresas, quase espantos, se sucedem.

Nesse clima tão indefinido, tão susceptível às mudanças, avalia-se, agora, que Rogério precipitou-se. Não conseguiu conter suas ânsias, e se fez candidato muito cedo, imaginando ser efetivamente um “trator”, se pondo em marcha a tempo de demolir obstáculos e tornar irreversível a sua ofensiva, tendo o apoio de Lula, com a sua candidatura em ascensão, fortalecida pela decepção que tem sido o presidente Bolsonaro, e agora transitando no plano internacional, sendo alvo de homenagens, que dizem muito sobre a sua capacidade de seduzir chefes de governo no mundo pós-moderno, uma boa sinalização para o Brasil, agora perdendo espaços comerciais no mundo, já afetando pesadamente o nosso pujante agronegócio.

Com sua inigualável capacidade de diálogo, e de fazer aglutinações pluralistas, Lula vem ajustando as ambições dos petistas ao projeto maior, que seria a sua candidatura. Assim, acena para Geraldo Alckmin, para ser uma espécie de substituto do seu ex-vice por duas vezes, o decente e confiável José de Alencar. Alckmin candidato a vice, pela sua estatura de gestor responsável, ajudaria a atrair setores do centro, e da direita não contaminada pelo extremismo, ajudando a desconstruir o “esquerdismo radical”, que ainda alguns setores enxergam em Lula.

Nesse diapasão, ele teria mantido uma oportuna e ajustada conversa com o senador Rogério Carvalho. Mostrou-lhe, até com inusitada franqueza, o prejuízo eleitoral de uma candidatura petista ao governo de Sergipe, conflitando com um grupo liderado pelo governador Belivaldo, que não teria restrições em apoiar  o ex-presidente, mais uma vez, por sinal.

Lula fez sentir a Rogério que ele estava apenas no meio do seu mandato, e que ele, sendo eleito, precisaria dele no Senado, formando uma base confiável no Congresso.  Além do mais, Lula mostrou a Rogério, com números, ser indispensável ampliar sua base política em todos os estados, para a tarefa mais urgente, que é a de somar votos e garantir-lhe a eleição.

O que desejaria então de Rogério o ex-presidente e agora presidenciável Lula?

Simples assim: Deseja que Rogério desista da anunciada candidatura ao governo, concentre-se na sua ação de Senador da República, e o PT trate de refazer a aliança com o governador Belivaldo, e seu grupo, mesmo sem  fazer parte do governo, para não parecer um jogo de interesses menores, mas, satisfazendo-se plenamente com a vaga senatorial para Eliane Aquino, a viúva de Marcelo Déda. E, mais ainda: que seja assumido o compromisso petista de votar no candidato ao governo do estado, do grupo ao qual voltaria o PT a integrar-se.

Seria, se isso chegar a ser tentado, indispensável uma conversa construtiva, em primeiro lugar do próprio Lula com o governador Belivaldo Chagas, para saber se ele se mostraria disposto a refazer a aliança, e combinar com o seu grupo a aceitação de Eliane como candidata ao Senado. Nisso, facilitaria a circunstância  de que, ela, sendo petista, nunca chegou a declarar-se adepta de primeira hora da candidatura de Rogério. A conversa teria de abranger todas as lideranças que integram o grupo, mais especificamente com o deputado Laércio Oliveira, que, há algum tempo, reivindica uma vaga majoritária, seja no governo ou no Senado. Ele é muito bem visto pelo governador Belivaldo, por ter ajudando muito o governo a avançar em pautas econômicas. O ex-governador Jackson Barreto também está empenhado em consolidar sua candidatura ao Senado. Com Jackson, pela aproximação pessoal que ele tem, tanto com Lula, como Eliane, a conversa seria mais amena. Já o mesmo não ocorreria em relação a Laércio, que tem marcantes divergências ideológicas com o PT, embora, democraticamente, tenha convivido com tantos petistas, entre eles Marcelo Déda, e a própria Eliane. 

Em relação ao prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, ele sempre votou no PT, e hoje, no partido de Ciro Gomes, seria um eleitor dele, mas, isso no primeiro turno, onde parece que se esfumam as esperanças do intrépido lutador cearense de chegar ao segundo turno, principalmente agora, com a entrada em cena do, digamos assim, execrável, Sérgio Moro, mas, como tantos outros execráveis, desperta paixões em segmentos da sociedade, e poderá surpreender, superando Bolsonaro, para cuja eleição foi decisivo, quando Juiz, e apóstolo de uma moralidade de ocasião, que levou ao paroxismo a luta que se imaginou justa e coerente contra a corrupção, enquanto Moro escolhia os seus alvos preferenciais, e fez o indecente strip-tease da Toga, na primeira ocasião em que foi convidado para subir os degraus mais altos do Poder.

Entre outros, seria preciso também convencer, prioritariamente, ao deputado federal Fábio Mitidieri, agora, o mais provável candidato ao governo, mas ele deveria receber a gratidão, (se é que isso existe) do PT, por ter sido o único deputado federal sergipano, exceto os petistas, que votou contra o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

A verdade é que o impedimento surpreendente, e para tantos até absurdo, decretado pelo STF sobre a carreira política do ex-deputado André Moura, deixou um vácuo difícil de preencher na política sergipana. Para a vaga ao Senado não se encontrou, até agora, um nome capaz de substituir o político habilidoso e gerador de resultados, como é André Moura.

 

LEIA MAIS

 

ORÇAMENTO SECRETO VIRA CASO DE POLÍCIA

 

Inacreditável: na Câmara Federal a  "Casa do Povo" inventaram como roubar secretamente o povo. O Senado deverá corrigir o absurdo.

 

Sobre a excrescência moral, administrativa, e política que é o chamado Orçamento Secreto, disse o vice–presidente general Hamilton Mourão: “Se eu tenho um dinheiro que é meu, honestamente conseguido, eu posso, se quiser, até rasgá-lo, mas, o que não se pode admitir é que rasguem dinheiro público, que é nosso, resultante dos impostos que pagamos, e isso sendo feito através de um orçamento secreto, sem que haja transparência e se saiba quem recebeu o dinheiro; para onde o dinheiro foi mandado; em que foi gasto; e sem que se exija transparência e uma rigorosa prestação de contas.”.

Esse é o sentimento de todos os brasileiros diante desse ato “Institucional” dos batedores de carteiras, para terem acesso ilimitado aos bilhões de reais, sendo entregues a deputados dos quais não é revelado o nome, nem os critérios usados para a sua distribuição, e para quais finalidades.

O presidente Bolsonaro seus filhos, principalmente o presidente da Câmara, e até o do Senado, Rodrigo Pacheco, que parecia tão cônscio da necessidade de obedecer às regras da moralidade pública, juntam-se aos seus demais parceiros do centrão, ou adjacências, na defesa intransigente do manto encobrindo a atividade de receber, distribuir, e aplicar dinheiro público. Trata-se de uma ignomínia, de um descaramento impensável, e que agora ocorre diante dos olhos da Nação, que se levanta indignada com essa forma mafiosa de manipular recursos, através de um “orçamento” criado exatamente para encobrir a única atividade que nessas circunstâncias ali é cabível: o peculato.

O Supremo já determinou que o “orçamento secreto”, seja suspenso, até que se criem normas republicanas para uso das verbas nele concentradas, enquanto, felizmente agora, a Polícia Federal pede autorização ao STF para fazer uma varredura através dos atos que geraram o tal “orçamento”. A PF desvendará os mistérios do “orçamento secreto”. Revelará, exatamente, a direção que tomaram as verbas que foram utilizadas. Os rastros já aparecem, e, revelados, farão parte de mais um desses escândalos monumentais que, quando surgem, fazem as pessoas maldizer a política e os políticos, quando o mais prático e objetivo seria identificar os nomes dos envolvidos, e denunciar a todos, para que sejam bem conhecidos dos eleitores. Uma reação desse tipo daria mais resultados práticos do que a busca de “mitos” salvadores, sempre falsificados, desastrosos. E decepcionantes.

 

INFORME PUBLICITÁRIO 

"Dia Nacional do Livro": Deso recebe casal de viajantes que conta sua trajetória em publicação

 

Funcionários da Companhia puderam conhecer o livro “ Colorido pelo Sol”, além da Kombi personalizada que conduz os aventureiros pelo Brasil

Para celebrar o "Dia Nacional do Livro", a Companhia de Saneamento de Sergipe - Deso, através do Programa “Livro Liberdade para a Alma”, idealizado pela Gerência Socioambiental – GESA, trouxe os viajantes Flaviane e Flávio Martins, que atravessam o país em uma Kombi, e relataram sua trajetória no livro “Colorido pelo Sol”. O casal esteve na Sede da Deso e posteriormente na Gerência de Compras e Almoxarifado – GCAL.

Para a Gerência Socioambiental a satisfação é em receber o casal na empresa, e  principalmente por ser através do Programa “Livro Liberdade para a Alma”,  apresentar histórias tão inspiradoras como essa. O livro “Colorido pelo Sol”, escrito pelo Flávio retrata em detalhes todo o sentimento que eles carregam, principalmente com a perda do filho. É uma indicação de leitura que a Companhia faz, e em breve esse título estará disponível no acervo da Deso, para o empréstimo.

LIVRO “COLORIDO PELO SOL”

De acordo com Flávio Martins, que é jornalista, e autor do livro, o Estado trouxe bastante acolhimento ao casal, além disso, a proposta da Deso em abrir um espaço para que eles pudessem expor a história que vivem, contribuiu positivamente."Nós somos leitores, gostamos da leitura e ter esse estímulo proporcionado pela Deso, não só através do projeto que a empresa possui, onde os livros ficam expostos, gera uma curiosidade, além de nos convidar também, especialmente no "Dia Nacional do Livro". Nossas raízes são sergipanas, do município de Carira, é extremamente indescritível o que aconteceu pra gente aqui em Sergipe, pois a nossa história foi caminhando no "boca a boca", onde muitas pessoas compraram a ideia e tem sido muito legal toda a receptividade. Queremos agradecer a Deso pelo espaço que foi aberto pra gente, esse projeto é incrível e espero que continue por muito tempo e que muitas pessoas consigam ler a nossa história e com isso adquiram o hábito da leitura", explicou.

Para a assistência administrativa da Gerência Socioambiental, trazer a história do livro "Colorido pelo Sol", comemora a data com "chave de ouro". O encontro foi bastante positivo, diante do Programa de leitura que a empresa desenvolve e percorre todas as Regionais da Deso, levando cultura e cedendo livros para que as pessoas possam efetuar o empréstimo. O casal que viaja o Brasil inteiro, transmitindo o saber, fazem com que todos os participantes se sintam felizes com a visita, na certeza que a Deso acolheu essa história de "braços abertos”.

 

INFORME PUBLICITÁRIO 

Governo do Estado, através da Deso, assina contrato de financiamento com o Banco do Nordeste para a realização de obras de Saneamento Básico em Sergipe

Em um investimento total de R$ 270 milhões, os recursos serão direcionados para a ampliação da Estação de Tratamento de Água do Semiárido, implantação da 2ª Etapa da Duplicação da Adutora do Sertão, do trecho de Nossa Senhora Aparecida à Simão Dias, implantação do Sistema de Esgotamento Sanitário de Boquim, Carira, Itabaianinha, Nossa Senhora da Glória, Riachão do Dantas, Simão Dias e Tobias Barreto,  com mais de 250 mil pessoas beneficiadas.

Durante a manhã destaterça-feira, 9 de novembro, foi assinado o contrato de financiamento entre a Governo do Estado, através da Companhia de Saneamento de Sergipe - Deso,com o Banco do Nordeste do Brasil– BNB, para a realização de obras de Saneamento Básico em Sergipe, em um investimento de R$ 270 milhões. De acordo com o Governo do Estado, o abastecimento de água e esgotamento sanitário traz em saúde, e acima de tudo é um atendimento direto e indiretamente a aproximadamente 250 mil pessoas. Conseguir assinar, num momento como esse, um contrato que vai, ao final, gerar um recurso de R$ 270 milhões, é muito importante. Foram dois anos em função desse projeto com o apoio total e absoluto do BNB para poder assinar um contrato tão importante para atender a esses municípios, a essa população, e também a própria legislação, que impõe que, até 2033, se pratique a universalização do abastecimento de água e do esgotamento sanitário. 

Para a diretoria da Deso, o momento é de grande importância na história sergipana e solidez da Companhia, ao atender o “Marco Legal do Saneamento”. Foi oficializado o maior contrato que Sergipe já assinou, para investimentos em saneamento básico no  Estado. São R$ 270 milhõe sem um único contrato. Isso representa uma ação muito importante para o momento em que vivemos. Todos sabem que o “Marco Legal do Saneamento” colocou metas para que seja universalizado o saneamento em todos os Estados. Será necessário até 2033, que todo Estado tenha 99% de cobertura de água e 90% de esgotamento sanitário urbano. Em Sergipe, já são 98% de cobertura de água e um pouco mais de 50% da população urbana com cobertura de esgotamento. É um passo gigantesco, em um momento muito difícil em termos de recursos públicos. O Governo está de parabéns e toda aequipe, pois é um marco na história de Sergipe com O investimento em saneamento.

Para Antônio César de Santana, superintendente estadual do BNB, o alcance econômico e social das obras é de extrema importância para todos os envolvidos. “É algo de uma magnitude tão grande que, de forma direta, estamos atingindo a população em torno de 250 mil pessoas. O que estamos fazendo é cidadania. E são R$270 milhões em investimentos que refletem também na geração de emprego, de renda, em pessoas que vão trabalhar para implantar esse empreendimento. E o pós, o que vai acontecer depois, é saúde pra essa comunidade. O efeito multiplicador é muito grande. Estamos fazendo desenvolvimento”, ressaltou.

Os recursos autorizados, também, serão direcionados a Estudos e Projetos de Engenharia Sistema Abastecimento de Água; Estudos e Projetos de Engenharia do Sistema de Esgoto; Estudos e Projetos e Aquisição de Equipamentos para ETA.

 

INFORME PUBLICITÁRIO 

Navegação mais fluida e interativa marcam o novo site da Deso

A versão que estará online nesta sexta-feira,12, oferece uma melhor experiência ao usuário

Formato repaginado, maior funcionalidade e muita inovação estão presentesna nova ‘homepage’ da Companhia de Saneamento de Sergipe – Deso, a partir destasexta-feira, dia 12. O site, que passou por uma reformulação geral, irá oferecer mais agilidade, linguagem visual atualizada e inúmeras ferramentas que facilitam o dia a dia, não só dos funcionários, mas principalmente dos clientes da empresa para encontrar os serviços ofertados. 

Para a assessoria de Comunicação Institucional da Deso, a ideia é facilitar a informação para a população e ao mesmo tempo modernizar o endereço eletrônico da Deso. É necessário que o público tenha mais facilidade na hora de encontrar os serviços disponibilizados e as notícias que envolvem a Companhia com uma interface mais leve, bonita e moderna. Um site bem organizado é o cartão de visitas em um mundo cada vez mais conectado. E nos últimos tempos, a empresa tem investido em tecnologia e disponibilizados mais opções de atendimentos remotos com o intuito de dar mais conforto, opções e agilidade para os clientes. Segundo a gerência de Tecnologia da Informação e Comunicação, o setor atende ao Planejamento Estratégico e ao mesmo tempo oferece um site com layout engajado. Atendendo aoprograma de transformação digital, integrante do Planejamento Estratégico de 2020 - 2025, a Companhia apresenta o novo site da Deso, com um layout moderno, intuitivo, facilitando a usabilidade. 

DESENVOLVIMENTO

Segundo o Desenvolvimento de Sistemas da Companhia, o site ganhou uma abordagem mais moderna e programação alinhados com as tecnologias desenvolvidos na própria empresa. O intuito é trazer o site institucional da Deso para uma abordagem mais moderna e limpa, com informações mais visíveis, utilizando recursos de estilização e programação alinhados com as tecnologias que são usadas atualmente na GTIC. Com as informações dispostas de forma mais acessível, ficará mais convidativo para o usuário navegar pelo site e encontrar o que procura. Lembrando que não é um sistema pronto em si, as novas necessidades da empresa e possíveis melhorias serão sempre adicionadas. Agora, o endereço eletrônico está com a cara mais moderna, em termos de design e organização das informações, com links diretos para os principais serviços da Deso. 

 

INFORME PUBLICITÁRIO 

Equipes do Setor de Cadastro e Fiscalização da Deso são treinadas para informar sobre os Programas Sociais da Companhia

O objetivo é intensificar ações estratégicas relacionadas aos Programas desenvolvidos e contribuir para a ampliação do atendimento

A Companhia de Saneamento de Sergipe – Deso disponibiliza Programas Sociais com inúmeros benefícios para diversos tipos de usuários, e quer disseminar essa informação da melhor forma possível. Pensando nisso, reuniu no auditório da Sede, equipes do Setor de Cadastro e Fiscalização para atualizar detalhes que devem ser repassados para os clientes, durante os atendimentos.

De acordo com a Coordenação de Loja de Atendimento Metropolitana V, que promoveu o encontro, o objetivo é alinhar alguns procedimentos com as equipes que trabalham com a fiscalização e o cadastro. São funcionários estratégicos, pois estão cotidianamente nas comunidades, e assim, podem ser disseminadores dos Programas Sociais que a empresa possui e ofertar possibilidades para que esses usuários, que muitas vezes estão em situação de vulnerabilidade social, tenham condições de acesso e manutenção do direito a água potável.

Segundo a Coordenação de Perdas, a reunião foi importante para alinhar os procedimentos, já que os trabalhos com o cliente baixa renda são constantes, e que muitas vezes, acontecem casos de deixar de ser cliente por não conhecer os benefícios que a Deso disponibiliza. Então, o encontro possibilita unificar as informações e sempre que forem atendidos clientes baixa renda, pode-se tentar da melhor forma possível, trazê-lo de volta.

Para o Setor de Cadastro, vários tipos de situações são encontradas nos atendimentos e com esse treinamento, muitas dúvidas são retiradas. Os esclarecimentos e normativas passados são interessantes pois o trabalho, que acontece diretamente com o público em geral, e que solicita a primeira ligação, então o setor é o contato inicial do usuário com a Deso. São encontradas muitas situações em campo que são desfavoráveis ou causam dúvidas para o usuário como: valores de ligação, dúvidas sobre tarifas, quantidade de metros cúbicos utilizados, entre outros. Portanto, a reunião é necessária e bem produtiva para levar aos clientes, situações que eles se enquadrem e tenham desconto na conta mensalmente. Surgindo possibilidades de até trazer novos usuários, aumentando a adesão.

 

INFORME PUBLICITÁRIO 

Sergipe tem melhor índice em geração de empregos em 29 anos

O estado foi o segundo que mais cresceu proporcionalmente no saldo de empregos, segundo dados dos Caged

Segundo os dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia, Sergipe encerrou setembro com a abertura de 6.097 empregos com carteira assinada, o melhor saldo para o mês desde 1992.

Com 2,2% a mais de postos de trabalho formal criados, Sergipe só ficou atrás de Alagoas entre as unidades do país que mais cresceram neste quesito. Desta maneira, em relação ao estoque do mês anterior, os destaques são para Alagoas, com a abertura de  16.885 postos, aumento de 4,73%; Sergipe que criou 6.097 novas vagas (2,2%); e Pernambuco, com saldo positivo de 25.732 postos (2,01%). 

Sergipe comemora os dados e atribui os bons resultados aos investimentos do governo do Estado para aquecimento da economia sergipana. O estado enfrentou a pandemia, salvando vidas, e chega neste momento sendo o 8º estado que mais investe na economia. Gerando ainda mais emprego e renda para os sergipanos. 

Ainda segundo o relatório, analisado e divulgado pelo Observatório de Sergipe/Superplan, todos os setores observados tiveram saldo positivo.  Comércio apresentou crescimento de (0,73%); Construção ( 3,31 %); Serviços (0,49%); Agropecuária (16,43%); Industria (6,07%).

Com investimento do Governo do Estado, diversas indústrias retomaram atividades e novas trouxeram suas instalações para o estado, ampliando geração de empregos.

A Cerâmica Capri LTDA deu início às vendas de sua produção, no final do mês de outubro, tornando-se oficialmente a mais nova empresa do ramo ceramista no mercado sergipano. Com duas linhas de produção, a empresa gera atualmente 90 empregos diretos
e 250 indiretos, revitalizando uma planta paralisada desde maio de 2018. O projeto conta com incentivos fiscais do Governo de Sergipe, por meio do Programa Sergipano de Desenvolvimento Industrial (PSDI).

Com o apoio do Governo de Sergipe, mais uma indústria amplia suas atividades e passa a gerar 400 novos empregos e renda para o estado. A fábrica Altenburg, especializada na produção de artigos de cama e banho, inaugurou sua unidade própria no estado. Presente em Sergipe há mais 10 anos, a empresa catarinense ocupava um imóvel alugado no Distrito Industrial de Nossa Senhora do Socorro. Com subsídios do Governo, a indústria adquiriu um terreno no Distrito, erguendo uma planta com 18 mil m² de área construída e investimento de R$ 30 milhões.

Com incentivos do Estado, a Usina Taquari gera mais de 2.700 empregos diretos. Indiretamente, investimento possibilita geração de cerca de 4 mil empregos. Sergipe sai ganhando. É um grupo genuinamente sergipano que acredita, investe e, portanto, amplia
essa planta aqui com altos investimentos pensando, exatamente, no progresso de Sergipe, do Nordeste e do Brasil.

Voltar