Luiz Eduardo Costa
Luiz Eduardo Costa, é jornalista, escritor e membro da Academia Sergipana de Letras e da Academia Maçônica de Letras e Ciências.
Além desse blog, escreve duas páginas dominicais no Jornal do Dia.
AS CRAIBEIRAS JÁ FLORINDO DESDE O SERTÃO A ARACAJU
05/11/2018
AS CRAIBEIRAS JÁ FLORINDO DESDE O SERTÃO A ARACAJU

Neste verão que queima e requeima no sertão quase desnudo, completando sete anos de estiagem, as craibeiras mais uma vez florescem. Não estão as árvores imensas despontando sobre a caatinga mirrada, como de outras tantas vezes, despidas de folhas e recobertas de flores amarelas.

A floração foi mais tímida ou menos intensa, talvez, mais uma consequência de tanta secura do ar e da terra esturricada. A craibeira é árvore caprichosa, no semiárido   a sua sobrevivência é a prova de que por perto existe alguma nascente, ou no subsolo uma despercebida umidade. Mas, neste fim de ano, com muito calor e sol intenso, as craibeiras transportadas do sertão para Aracaju, estão florescendo intensamente.

Por um paradoxo que aos botânicos caberia explicar, aqui, onde há lençóis freáticos em quase todos os lugares as craibeiras   são menos prodigas na floração, não chegam a perder as folhas, e apenas as flores com elas se misturam, e as árvores não se recobrem toda da florada amarela.


As craibeiras agora são numerosas em Aracaju, devem existir mais de cinco mil, foram cedidas pelo Instituto Vida Ativa, que as produz em Canindé. Marcelo Déda na sua primeira gestão à frente da Prefeitura, as recebeu com carinho e deu ao agrônomo e sacerdote do verde Francisco Ney a tarefa de espalhar as mudas pelas avenidas e parques da cidade. E ele cumpriu a tarefa com a dedicação de quem zela com amor pela qualidade de vida na nossa capital.

O então vice Edvaldo Nogueira observava aquilo, e ao assumir a prefeitura, solicitou ao Instituto Vida Ativa mais e mais mudas não só de craibeiras, também de tantas outras espécies da caatinga e mata atlântica, e foi plantando cada vez mais. Nessa terceira administração de Edvaldo, sua Secretaria do Meio Ambiente se esmera em por mais verde na cidade, e se assim continuar com craibeiras e tantas outras espécies, nos próximos anos Aracaju poderá figurar entre as cinco capitais brasileiras mais arborizadas. Este ano o Instituto Vida Ativa já doou à Prefeitura de Aracaju mais de três mil mudas de plantas diversas.


Voltar